Matéria > Desenvolvimento Social

Prefeitura de Santana orienta população sobre auxílio emergencial de R$600,00

Confira as orientações!
Paula Monise - 13/04/2020
214 Visualizações
PMSP-IMG-f2e46912aae375bf506.jpg Imagem Ilustrativa

A Prefeitura de Santana do Piauí através da Secretaria Municipal de Assistência Social orienta os munícipes sobre o recebimento do auxílio emergencial do Governo Federal. O benefício de R$ 600,00 destinado à trabalhadores informais, desempregados, microempreendedores individuais, beneficiários do Bolsa Família e contribuintes individuais do INSS, os auxilia nesse quadro de crise econômica que se instala devido a pandemia da Covid-19.

Desde o lançamento do aplicativo e do site para cadastro pela Caixa Econômica Federal e pagamento da primeira parcela do benefício iniciada na quinta-feira (09), a população santanense tem acionado os servidores da pasta em busca de informações.

O assistente social do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Laisson Leal, explica que o maior critério para recebimento do benefício eventual é o de renda.

“Todas as pessoas que conseguirem comprovar renda de até meio salário por pessoa ou até três salários mínimos por família terá direito. Quem possui cadastro único, a grande maioria da população santanense, essa transferência é automática, não necessita informar nada. Quem possui cadastro, mas não possui contas disponíveis, o governo já disponibilizou uma plataforma para receber o benefício. Quem não possui cadastro deve informar dados pelo site e aplicativo”, explicou o assistente social.

Laisson Leal explicou que por família se pode receber até dois benefícios, porém todos os beneficiários devem possuir 18 anos e/ou mais.

“Uma família que atenda aos critérios, marido e mulher que foram beneficiados receberão o benefício em contas separadas. Já numa família que a mulher for mãe solteira, chefe de família, receberá numa só conta”, frisou.

Para maiores informações sobre o auxílio emergencial, a Secretaria de Assistência Social disponibilizou os contatos: (89) 9 8805-4116 (SMAS); (89) 9 9459-1623 (SMAS) (89)  9 8807-7886 (CRAS).

Os trabalhadores que não tiverem acesso à internet poderão fazer o cadastro nas agências da Caixa ou nas casas lotéricas.

Clique aqui para ver como saber se você está no Cadastro Único

Clique aqui para fazer a inscrição pelo site

Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android

Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple)

Pagamento

1ª parcela

Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e têm conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal: quinta-feira (9);

Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e não têm conta nesses bancos: a partir de terça-feira da semana que vem (14 de abril);

Trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único: em 5 cinco dias úteis após inscrição no programa de auxílio emergencial;

Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de abril, seguindo o calendário regular do programa

2ª parcela

Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: 27/04 para nascidos em janeiro, fevereiro ou março, 28/04 para nascidos em abril, maio e junho, 29/04 para nascidos em julho, agosto e setembro, 30/04 para nascidos em outubro, novembro e dezembro.

Beneficiários do Bolsa Família: seguindo o calendário regular do programa

3ª parcela

Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: 26/05 para nascidos em janeiro, fevereiro ou março, 27/05 para nascidos em abril, maio e junho, 28/05 para nascidos em julho, agosto e setembro, 29/05 para nascidos em outubro, novembro e dezembro.

Beneficiários do Bolsa Família: seguindo o calendário regular do programa.