Matéria > Desenvolvimento Social

Prefeitura de Santana do PI realiza Dia "D" em alusão ao 18 de Maio

Diversas atividades de conscientização foram realizadas nesta terça-feira (18 de Maio).
Paula Monise - 18/05/2021
354 Visualizações
PMSP-IMG-275f533e7722f161dd5.jpg Culminância do Projeto Faça Bonito
ASCOM

Na manhã desta terça-feira (18 de Maio) a Prefeitura de Santana do Piauí em parceria com as secretarias de Assistência Social, Educação e Cultura, Saúde, Conselho Tutelar, Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), promoveram o Dia “D” da Campanha Nacional Faça Bonito/18 de Maio. A data reforça o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Com o objetivo de conscientizar a população santanense sobre a temática, foi desenvolvido no município durante o mês de maio o projeto de intervenção “Faça Bonito: proteja nossas crianças e adolescentes”. A execução do mesmo atingiu as famílias com compartilhamento de informações sobre a violência sexual contra menores, canais de denúncias.

Em outra perspectiva foi também trabalhado com crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos o tema da campanha em forma de produção textual. A atividade contemplou as faixas etárias de 09 à 11 anos e de 12 à 17 anos.

Produção textual

O projeto também envolveu a comunidade escolar, penetrando a sala de aula, além do universo da Saúde, onde rodas de conversas e informativos sobre a campanha foram repassados nas unidades.

A acadêmica de Psicologia, Millena Moura, uma das idealizadoras do projeto “Faça Bonito: proteja nossas crianças e adolescentes” destacou como foi a experiência de colaborar com uma campanha tão relevante para a sociedade.

“Esse projeto realmente foi muito importante para o combate ao abuso e exploração sexual aqui no município. Inicialmente trabalhamos a temática via redes sociais com um grupo do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF) acompanhados pelo CRAS. Assim, as famílias poderiam conversar com seus filhos, familiares, fortalecer os vínculos. Trabalhamos também o projeto com os usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, onde houve produção textual sobre o tema e os vencedores foram premiados. Eu vejo que esse trabalho vai contribuir muito para mim no campo ético de uma futura profissional, sobretudo no âmbito de políticas públicas”, frisou Millena Moura.

Acadêmica de Psicologia Millena Moura

A secretária de Assistência Social de Santana do Piauí, Tarciana Oliveira, pontuou que todos os anos, a pasta juntamente com as instituições parceiras buscam desenvolver ações que reforcem a importância de cuidar das crianças e adolescentes.

“Nós da Assistência Social sempre buscamos trabalhar com parcerias. Num evento de tamanha representatividade como é o 18 de Maio não seria diferente. Santana do Piauí é uma cidade de pequeno porte, mas temos um nível considerado de crianças e adolescentes, por isso a nossa preocupação sobre o tema do abuso e violência sexual contra menores. Todos os anos desenvolvemos atividade em alusão a este dia. Contamos com apoio da Educação, Saúde, Conselho Tutelar, CRAS e do CMDCA, além de duas estagiárias do Curso de Psicologia que idealizaram o projeto, onde foi a culminância. Mesmo estando em pandemia, utilizamos todos os meios disponíveis como mensagem volante, compartilhamento de conteúdos nas redes sociais, panfletagem e fixação de cartazes”, disse Tarciana Oliveira.

Secretária Tarciana Oliveira

Uma das instituições parceiras, a Secretaria de Educação e Cultura, também desenvolveu atividades no ambiente escolar. A titular da pasta, Maria Inês Rocha, descreveu como ocorreu o processo.

“Essa é uma data muito importante não só para o município de Santana do Piauí, mas para todo o Brasil. Nós enquanto secretaria não poderíamos ficar de fora, tendo em vista que trabalhamos com crianças e adolescentes. Nas escolas, professores, os envolvidos estão trabalhando atividades de conscientização, falando sobre a importância do 18 de Maio, pois é preciso informar e da maneira correta”, enfatizou a secretária.

Secretária de Educação Maria Inês Rocha

A prefeita de Santana do Piauí, Maria José de Sousa Moura, esteve presente na culminância do projeto e reforçou a importância da proteção com as crianças e adolescentes.

“Esses momentos de conscientização são muito importantes. A temática do 18 de Maio é séria, precisamos alertar as famílias para os sinais sobre casos de abuso e exploração sexual contra menores. Não pode haver omissão nesses casos, as pessoas devem acionar o Conselho Tutelar ou Disque 100”, ressaltou.

Programação do Dia D

Nesta terça-feira (18 de Maio) Dia “D” da Campanha foram desenvolvidas diversas atividades como mensagem volantes nas ruas da sede e comunidades rurais, panfletagem em dois pontos estratégicos: entrada da cidade de Santana do Piauí e Praça São Pedro.

Paralelo ao momento, ocorreu a premiação das crianças e adolescentes no tocante à produção textual sobre o tema. Nas duas categorias, três crianças e três adolescentes receberam kits educativos pelo excelente desempenho na atividade.

Categoria de 09 à 11 anos

Categoria de 12 à 17 anos

A usuária do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e vencedora em 1º lugar na atividade de produção textual, Verilândia Rodrigues de Brito, mencionou que foi muito gratificante participar da ação.

“Foi ótimo participar dessa experiência. Eu gosto muito de fazer redação, gostei do tema já que é um assunto que muita gente não entende e com a campanha ajuda a conscientizar as pessoas”, agradeceu.

Verilândia Rodrigues de Brito

Crimes de abuso e violência sexual

Segundo dados do Conselho Tutelar de Santana do Piauí no ano de 2020 até o presente momento foram registrados dois casos suspeitos desta natureza no município.

“Santana é um município pequeno, mas contamos com um número considerável de crianças e adolescentes. Felizmente o município não tem um registro frequente destes casos. Durante o ano de 2020 tiveram dois casos suspeitos, mas que não se confirmaram, mas o Conselho é atento a essa questão. Durante as visitas e acompanhamentos com as famílias ressaltamos a importância de denunciar qualquer tipo de abuso e violência contra crianças e adolescentes”, disse o conselheiro tutelar, Fábio Rodrigues.

Conselheiro Fábio Rodrigues

Para denunciar casos de abuso, exploração sexual ou qualquer tipo de violência contra crianças e adolescentes basta acionar o Conselho Tutelar através do contato (89) 9 8817-7113.

Na confirmação de casos desta natureza, um dos procedimentos adotados é o encaminhamento para o CRAS, onde a família passa a ser acompanhada e recebe atendimento psicossocial.

“O atendimento do CRAS é psicossocial, podendo ser feito por demanda espontânea ou através de encaminhamento. Em se tratando de casos desse tipo, estes chegam ao CRAS através de denúncia ou por encaminhamento do Conselho Tutelar ou da Promotoria. Esse acompanhamento é feito pela equipe técnica do CRAS que envolve o assistente social e o psicólogo. Acompanhamos não só a criança que foi vítima de violência sexual, como também a famíla. Sabemos que a família exerce um papel muito importante na prevenção. O CRAS não tem o papel de averiguar, quando chega ao CRAS é porque realmente se foi confirmado e aí iniciamos o acompanhamento da criança ou do adolescente e da família", concluiu.

MAIS FOTOS