Matéria > Educação

Secretaria de Educação lança novo sistema de ensino nas escolas rurais de Santana do PI

A nucleaçao excluirá o sistema de séries multisseriadas.
Paula Monise - 05/02/2018
142 Visualizações
dd2fe71bc44e314dacffbc84e6eb.jpg Reunião com pais de alunos na Escola Antônio Mariano da Cunha
ASCOM

A Prefeitura de Santana do Piauí através da Secretaria Municipal de Educação lançou para a comunidade escolar e sociedade a estratégia de exclusão das séries multisseriadas nas escolas rurais do município. Neste domingo (05) a prefeita, Maria José de Sousa Moura (PP) e a secretária de Educação, Maria Inês Rocha, promoveram encontros com pais de alunos das comunidades Lagoa Seca, Engano e Queimada da Ema, onde o sistema de ensino será suspenso.

Durante os encontros, a proposta de exclusão das séries multisseriadas foi apresentada aos pais de alunos que acordaram com a implantação do sistema de nucleação.

As séries multisseriadas representam um retardo no processo educativo. Os alunos de séries distintas estudam na mesma sala de aula, acompanhados por um só professor, esta tem sido a realidade do ensino no campo há mais de uma década. No entanto, a nova proposta pedagógica é a nucleação, comportando em sala de aula apenas os alunos que estudam séries em comum. A ação contempla as escolas Antônio Mariano da Cunha, na comunidade Lagoa Seca, Armínio Monteiro de Moura, na Queimada da Ema e Mariano André de Barros, no Povoado Engano.

No tocante à logística, a Secretaria de Educação oferecerá o transporte adequado para fazer o translado dos alunos até os prédios escolares, além de  acompanhar com mais afinco o desenvolvimento das atividades em sala de aula.

A proposta do novo método foi aceito pelos pais de alunos. Um deles é a agricultora, Irandi da Conceição Pereira, que possui filhos estudando na escola Mariano André de Barros. Segundo ela, o método de séries multisseriadas é uma realidade que conhece bem e o sistema não rendeu bons resultados na aprendizagem dos seus filhos.

“Essa iniciativa na minha opinião é excelente. O meu pensamento é positivo, vai dar certo. A minha filha estudou em séries multisseriadas e infelizmente a aprendizagem é muito pouca. A estratégia é para melhorar e eu como mãe estou de acordo. Eu estou surpresa, a prefeita Maria José está de parabéns e os profissionais da Secretaria de Educação também”, disse Irandi Pereira.

Irandi da Conceição Pereira

Maria Antônia Rodrigues também pensa semelhante. Ela frisou que seu neto há três anos estuda na Escola Antônio Mariano da Cunha em séries multisseriadas, o que considera um grande prejuízo para a formação educacional do mesmo.

“Eu sempre reclamava na escola porque eu achava que ele estava atrasado. Agora com essa mudança que a Secretaria está propondo a gente se preocupa por conta do deslocamento para outra escola, mas estão garantindo a responsabilidade e vou depositar meu voto de confiança. Eu sempre costumo cobrar, acompanhar e se eu ver que não está tendo desempenho eu vou cobrar novamente”, enfatizou Maria Antônia Rodrigues.

A secretária de Educação de Santana do Piauí, Maria Inês Rocha, explicou que a nucleação de salas excluirá em 90% as séries multisseriadas. A motivação de acordo com a gestora é igualar o nível da aprendizagem dos alunos que estudam na zona rural e sede.

“É um grande desafio. Mas fazemos isto para o desenvolvimento da Educação na zona rural, tendo em vista que na zona rural ainda se trabalhava com este método. Buscamos uma educação igual para todos, não havendo distinção entre o ensino nas escolas santanenses. Montamos um cronograma e resolvemos construir juntos com os pais, ressaltando a importância de nucleação para não fechar escolas, pois buscamos avançar”, concluiu.